Arte do couro no design

Adoro ver o trabalho artesanal brasileiro servindo de inspiração para o design. É uma forma de resgatar o “feito à mão” que sempre corre o risco de se extinguir por desinteresse dos mais jovens em aprender os antigos ofícios. E ninguém melhor do que os premiados irmãos Campana, Fernando e Humberto, para dialogar com estes dois universos e criar ícones. Um exemplo é a coleção Cangaço – de um lado o couro ornamentado, obra de Espedito Seleiro, que se tornou famoso pelas vestimentas estilo Lampião e Maria Bonita. De outro, a palha trançada que o vienense Michel Thonet ajudou a popularizar no século 19.

unnamed (1)

Espedito Veloso de Carvalho Filho (aqui entre os irmãos Humberto e Fernando Campana) tem oficina em Nova Olinda, Chapada do Araripe, no sul do Ceará. Neto e bisneto de seleiros,  começou a trabalhar o couro aos 8 anos. Hoje, aos 75, é o mais renomado mestre artesão coureiro de nosso país e sua obra já foi reconhecida até com a Ordem do Mérito Cultural, honraria outorgada pelo Ministério da Cultura, em 2011. A parceria rendeu peças incríveis, olha só.

unnamed (3)

unnamed (4)

A poltrona da coleção Cangaço foi destaque no Estúdio de Criação, da arquiteta Esther Giobbi para a Casa Cor SP 2016. 

MiMostra_Esther_Giobbi_5

MiMostra_Esther_Giobbi_10

Fotos: divulgação

unnamed

E olha aí a colunista do Jeito de Morar, Carmen Silvia Almeida, tietando a poltrona dos irmãos Campana na Casa Cor SP 2016!!!

mari-assinatura

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

One thought on “Arte do couro no design

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *